quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Compreendedo os relacionamentos


O desejo de todo mundo é não sofrer por amor, é ter alguém que complete o seu ser, é ser compreendido, é ter paz...
Mas nem sempre isso é possível.
O assunto "relacionamentos", nunca irá se esgotar.É infinito os abordamentos que podemos fazer.
Mas sobre o que queremos somos quase uma unanimidade.
Quase nunca conseguimos ter alguém com todas as qualidades que desejamos, e também não somos o ideal de pessoas que satisfaça em todos os sentidos.
Buscamos então alguém que pelo menos se esforce para ser, adaptar-se, mudar quando preciso.
Ciúmes, sufocamentos, ignorâncias, egoísmos, mau humor, são adjectivos que levam qualquer relacionamento ao fracasso.
Só que costumamos analisar o outro, e o relacionamento depende muito de nós.
Fazer uma auto crítica, ceder de vez em quando, mudar quando preciso, também é nossa função na parte que nos cabe nos relacionamentos.
Não basta amar, tem que compreender.
Não basta só desejar, tem que respeitar.
Não basta só ter vontades, tem que ceder também.
Não existe segredos para relacionamentos perfeitos, existem atalhos, caminhos, recuo, para levar um relacionamento normal com suas dificuldades, adiante.
Procure sempre quem tem muito em comum com você, a medida que envelhecemos entendemos o por que.
Temos que ter alguém do nosso lado que não dispute, mas acompanhe, que goste dos mesmos assuntos, pois o que se mais faz a dois é conversar, que goste dos mesmos lazeres que você, pois terão prazer de saírem juntos e não uma obrigação.
Faça com o outro o que gostaria que fizesse por você, tenho certeza que a possibilidade dele retribuir será bem maior do que se pirraçar.
Seja inteligente emocionalmente, e deixe a adolescencia só para os momentos de brincadeiras a dois, não para o dia a dia.


Fonte foto: Wanderson Nunes (Shokito)

Um comentário:

  1. Muito bom, mamãe e suas sábias palavras! Te amo.

    ResponderExcluir

Vamos interagir?